Enconttrer@s

Adriane de Andrade
Formada em Administração e cursando Geografia pela UFPR, Bolsita de iniciação Científica – Descendente de faxinalenses de Prudentópolis. Sonhadora, apaixonada por tudo que respira vida, por lugares , culturas e pessoas. Inquieta com as injustiças sociais e ambientais, causadas pelo capitalismo em prol de um desenvolvimento nada sustentável. Na luta sempre, avante e adiante!

Adriano Makux de Paula
Professor de Geografia e Mestre em Geografia pela UFPR, realiza pesquisas e estudos sobre Questão Agrária, Território, Reforma Agrária, Trabalho, Migrações e Políticas Públicas.

Carmen Alice Cohene Mercado
Mujer paraguaya, ecóloga humana, caminante de Nuestra América, comprometida con un Abya Yala sin barreras políticas, ideológicas ni económicas que nos separen, donde la selva sea nuestro techo compartido, la tierra sea el abrigo de nuestra diversidad, la agricultura milenaria provea el pan de nuestras mesas y los ríos sean las venas que nutran nuestra cultura. Mi preocupación ante las desigualdades por la tierra me ENCONTTRA en un nuevo viaje hacia el Este de mi país, compartiendo el Tape Aviru (camino indígena , caminho do peabiru), la yerba mate de los guaraníes, en búsqueda de nuestra historia común desde la Geografía con la convicción absoluta de poder llegar algún día al Yvy marane’y, la tierra sin mal.

Emilio Romanini
Eng. Agrônomo formado pela UFPR. Encantado com a natureza, intrigado com o homem e então apaixonado pela Agroecologia. Estudante das Questões Agrárias, Ambientais e Agrícolas e dos consequentes Conflitos. Atualmente Bolsista SETI no projeto “Apoio à Transição Agroecológica no Território Cantuquiriguaçú” pelo CEAGRO (Centro de Desenvolvimento Sustentável e Capacitação em Agroecologia), Laranjeiras do Sul.

Gabriela de Menezes Fernandes
Enconttreira, graduanda do último ano de Geografia (Bacharelado e Licenciatura) da Universidade Federal do Paraná. Encantada com o mundo e a pluralidade dos sujeitos que nele vivem.  Preocupada com as questões da terra, apreciadora dos estudos sobre Educação do Campo, fiel apoiadora das lutas e resistências por um mundo mais justo e igualitário.

Giordano Bruno de Oliveira
Membro do mundo, graduando em Geografia, sempre na fúria, sempre no amor. Futuro professor, futuro geógrafo, futuro várias coisas. Atualmente fazendo iniciação científica com olhar voltado para relações de trabalho em áreas rurais. No geral um cara com armas universitárias buscando usar a academia contra forças elitistas e arcaicas que ela mesma ajudou a edificar.

José Carlos Vandresen
Trabalha deste 2000 com pesquisas e projetos em movimentos sociais do campo, desde 2005 com pesquisas vinculadas aos Povos e Comunidades Tradicionais do Paraná. Mestrando em Geografia pelo PPGG/UNICENTRO realizando pesquisa sobre a “Sobreposição de Unidades de Conservação em Territórios de Povos e Comunidades Tradicionais”. Possui graduação em Filosofia pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (2006). É pesquisador do Instituto Nova Cartografia Social/Centro de Estudos do Trópico Úmido-CESTU, Universidade do Estado do Amazonas-UEA. Integra o Núcleo de pesquisa Laboratório Nova Cartografia Social: Processos de Territorialização, Identidades Coletivas e Movimentos Sociais – UEA/CNPq e também o Coletivo de Estudos sobre Conflitos pelo Território e pela Terra-ENCONTTRA – UFPR/CNPq. As pesquisas realizadas têm como foco a promoção das identidades coletivas dos povos e comunidades tradicionais do Paraná, organizados na Rede Puxirão. Os principais temas pesquisados dizem respeita a: identidades coletivas, territórios, práticas e saberes tradicionais, soberania e segurança alimentar, mapeamento e cartografias sociais, políticas públicas, direitos étnicos/coletivos e unidades de conservação em territórios tradicionais. Atualmente, atua como  coordenador do Instituto de Formação do Cooperativismo Solidário, sediado em Francisco Beltrão no Paraná.

Jorge Montenegro
Perplexo com as coisas como são/estão. Identificado com uma crítica radical e virulenta contra o desenvolvimento realmente existente. Contagiado pela diversidade, profundidade e energia da mobilização social na América Latina e da reflexão crítica que a acompanha. Formado em geografia e exercendo como professor na UFPR.

Laura Rougemont
A formação em Geografia (UFPR) me fez lançar um olhar diferente sobre a produção do espaço. Contribuiu para a crítica do desenvolvimento, do capitalismo, do reacionarismo, do mundo, este “mundo que está ao contrário e ninguém reparou”. Continuo, no mestrado em curso no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPPUR/UFRJ) indignando-me com a injustiça social e a desvalorização de outras formas de vida.  Ao ver, cotidianamente, “um mundo tão desigual, onde de um lado é esse carnaval e do outro…” – o outro que não é sequer visto -, clamo pela  urgência de enxergarmos outros mundos possíveis , pois “não posso aceitar sossegada qualquer sacanagem ser coisa normal”.

Mara Edilara B. de Oliveira
Como toda ação nasce de uma inconformação, a minha nasce da inconformação com a distribuição desigual, não só da terra, assim como também da educação no meio rural no Brasil.  É só por isso que hoje sou: doutoranda em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em geografia da UFPR, Curitiba. Sou Mestre em Geografia pelo Programa de Pós Graduação em Geografia da UFPB. Sou pesquisadora na área de Educação do Campo em Áreas de Assentamentos Rurais na Paraíba e em Políticas Públicas em Educação do Campo. Fui, em uma tentativa desesperada pela mudança,  coordenadora do PROJOVEM Campo – Saberes da Terra/ João Pessoa – PB. Fiz parte da equipe de pesquisadores da II Pesquisa Nacional sobre Educação na Reforma Agrária (PNERA). Contribuo na Construção do Complexos do Estudo para a construção dos currículos das escolas itinerantes do MST no Paraná,  sou membra do Coletivo ENCONTTRA, UFPR. E inconformada na luta, sigo, por uma sociedade mais igualitária.

Marcieleh Lemos Rodrigues
Futura formanda em Geografia pela UFPR. Ama Geo-grafia e o que já aprendeu e ainda está por aprender com ela. Gosta de movimento estudantil, de viajar e descobrir mais do mundo. Membro do Coletivo ENCONTTRA.

Maria Gabriela Damas
Geógrafa em formação, militante da Associação dos Geógrafos Brasileiros, inserida no movimento estudantil, movida pela luta por um campo menos desigual e pelo desejo de uma educação libertadora. Acredita que um outro mundo é possível. Apaixonada pela América Latina, sonha em percorrer esse continente que é sinônimo de R-existência. “Hay lugares hermosos fuera de nuestra comodidad”.

Marina Oliveira
Determinada a não conformar-se com as coisas como são, não engolindo a injustiça social (e também de qualquer outro tipo) e contra a dominação do homem pelo homem, formada em Geografia pela UFPR, mestranda em Geografia pela UFPR e pesquisadora de Povos Tradicionais. Militante de movimentos sociais. Serva de Deus acima de tudo.

Mercedes Solá Pérez
Ando pelo vida querendo mudanças, reflexões, consciência. Nisso perpassei pela educação não formal e estou firme na geografia com vontade do retorno à educação. Quis/quero compreender a perversidade do desenvolvimento e as questões agrárias porque acredito na possibilidade de outros mundos, outras racionalidades, PAC “Pseudo Algumas Coisas”. Estou estudando no doutorado da UFPE os sujeitos, camponeses/as, trabalhadorxs, posseir@s atingidos pelos megaprojetos produto do “ideal” do desenvolvimento. Sou enconttreira/cegeteira!

Nathalia Avila
Socióloga de formação, apaixonada pela nossa Latino América e pelas nossas lutas, resistências e diversidades.  Convencida da importância da luta pela vida e pelo território e convencida da possibilidade de criação e construção conjunta e coletiva de novos caminhos e novas logicas fora da lógica dominantes e des humanizantes. Encontrando-me no mestrado em geografia, impensado e desconstruindo certezas e visando aportar na construção da pluriversidade.

Otávio Rocha
Licenciado em Geografia pela UFPR. Cursa mestrado no Programa de Pós-Graduação em Geografia, na mesma universidade. Militante da Associação de Geógrafos Brasileiros, anti-capitalista e são-paulino. Atualmente está em um relacionamento sério com a cartografia.

Rafael Eduardo Machado
Acadêmico de Geografia na Universidade Estadual do Centro-Oeste, Campus Irati-PR, orientando da Professora Fernanda Keiko Ikuta, aluno voluntário do Projeto de Extensão Feira Agroecológica UNICENTRO/Irati. Pesquisador dos movimentos de resistência e autonomia camponesa e relação de trabalho no campo, a fim de compreender as conquistas e debater as dificuldades enfrentadas pelos agroecologistas da região de Irati-PR.

Ralph Albuquerque
Formado em Geografia pela Universidade Federal do Paraná – UFPR, MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública pela FGV e Mestrando em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural pela UnB em Brasília – DF, Analista Ambiental do Ministério do Meio Ambiente e crítico da economia verde e do atual modelo desenvolvimentista.

Sandra A. Engelmann
As múltiplas facetas enquanto sujeito em construção dão sentido a minha identidade. Camponesa de origem, educadora como desafio profissional, e enconttreir@ por opção. Está na luta por um mundo “sem venenos”, mais agroecológico. Acreditando em uma educação do campo que valorize os sujeitos a partir de suas identidades.

Tays Ohana Cavalli
Tímida graduanda do curso de Geografia, aprendiz da vida, inquieta com as possibilidades e realidades que o mundo revela. Buscando não estagnar na luta, hora silenciosa, contra a hegemonia e em busca da liberdade e igualdade sempre.  Pela Luta, pelo Axé, pela Garra, pela nobreza da(s) Causa(s). “Ousar lutar, ousar vencer” (C. Lamarca).

Vinicius Antonio Banzato Facco
Graduado em Geografia (bacharelado e licenciatura) pela UFPR. Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Paraná. Preocupado com as questões agrárias, a agroecologia e as questões alimentares (geopolítica dos alimentos).

Vinícius Eduardo Wassmansdorf
Feliz por estar na Geografia e ter conhecido outros mundos. Acredita na educação como agente de mudança e transformação. Fugitivo do sistema jurídico-formal-legal (em regime domiciliar).

Willian Simões
Professor da área de Ensino da Geografia, na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Doutorando em Geografia, na Universidade Federal do Paraná (UFPR). Membro do Coletivo de Estudos sobre Conflitos pelo Território e pela Terra (ENCONTTRA). Estuda e trabalha com os seguintes temas: Questão Agrária, Juventude Rural, Povos e Comunidades Tradicionais, Ensino da Geografia e Educação do Campo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: